Estilista trabalha com carnaval o ano inteiro

O carnaval não acaba na quarta-feira de cinzas pelo menos para a estilista Paula Guedes. Ela e toda a equipe continuam a pleno vapor durante todo ano fazendo fantasias para bailarinas e destaques do carnaval que acontecem em várias partes do mundo.

“Estamos preparando roupas para o carnaval da Suíça e do Japão. Fazemos fantasias para as passistas e bailarinas que moram lá e também para grupos que são contratados aqui no Brasil para se apresentarem durante os eventos.Eles ficam encantados com o colorido e o brilho das nossas fantasias” conta a estilista.

A volta do brilho na moda outono / inverno 2017

A moda outono/inverno 2017  já está nas vitrines e logo chegará as ruas e a tendência é brilhar . Os paetês e as pedrarias,que durante anos  andavam  renegados a aparecer em apenas algumas peças, ganharam lugar de destaque nas novas coleções. E não pense que é apenas para roupas,sapatos  e acessórios  para serem usados na balada ou em festas. Os brilhos são permitidos agora em vários looks para sair a qualquer hora do dia.

Desfiles das escolas de samba:como tudo começou

Escola de samba Lavapés. Foto: Divulgação

O carnaval em São Paulo  como é hoje com desfiles de escolas de samba nasceu com cordões carnavalescos , que eram uma manifestação da classe operária. Um outro tipo de intervenção cultural acontecia  com  forte influência  da cultura africana., mas não era muito bem vista pelas autoridades e nem era divulgada pela mídia. Mas com o tempo e essas manifestações foram criando força em 1914, foi criado o Cordão da Barra Funda, por Dionísio Barbosa, sendo este cordão um ancestral da Camisa Verde e Branco. Destacaram-se posteriormente outros como, Geraldinos, Mocidade do Lavapés, Ruggerone e Campos Elyseos. Leia mais